julho 2014

Você está navegando os arquivos do site de julho 2014.

3 minutos Parece inacreditável, mas basta pesquisarmos na internet para encontrar fotos antigas de pessoas com deficiência auditiva, utilizando cones, conchas e até chifres, na tentativa de melhorar a capacidade auditiva. As falhas na audição são comuns na história da humanidade e temas de várias pesquisas científicas, em busca de soluções que ofereçam conforto e praticidade, com a efetiva melhora da capacidade auditiva. Entretanto, apenas no início do século passado, os primeiros aparelhos auditivos começaram a ser produzidos, trazendo mais qualidade de vida a Continue lendo

2 minutos Acostumar-se com um aparelho auditivo não é tarefa fácil, muito menos anos atrás, quando ainda eram analógicos, grandes e amplificavam todo e qualquer ruído, sem distinção. Hoje, no entanto, o avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de aparelhos digitais, alguns deles tão pequenos que nem aparecem na orelha e são autoprogramáveis de acordo com o estímulo sonoro recebido, resgatando o equilíbrio perfeito entre a qualidade do som e a capacidade de ouvir, isto é, recuperando a audição natural. A divisão de audiologia da Continue lendo

1 minuto * Vanessa Fonseca Gardini Perceber e aceitar a perda auditiva não é uma tarefa fácil. Seja jovem ou idoso, a constatação de que não se escuta corretamente é sempre ruim. Assim como outras doenças, a perda auditiva não escolhe idade, nem sexo e já atinge mais de 10 milhões de brasileiros, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas, o que geralmente as pessoas não percebem é que a perda auditiva prejudica, também, o aspecto psicológico e Continue lendo