Tecnologia pretende resgatar audição natural.

Tempo de leitura: 2 minutos

Acostumar-se com um aparelho auditivo não é tarefa fácil, muito menos anos atrás, quando ainda eram analógicos, grandes e amplificavam todo e qualquer ruído, sem distinção. Hoje, no entanto, o avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de aparelhos digitais, alguns deles tão pequenos que nem aparecem na orelha e são autoprogramáveis de acordo com o estímulo sonoro recebido, resgatando o equilíbrio perfeito entre a qualidade do som e a capacidade de ouvir, isto é, recuperando a audição natural. A divisão de audiologia da fabricante mundial Siemens acaba de lançar a nova geração de sua tecnologia patenteada em aparelhos auditivos, chamada XCEL. A combinação de três sistemas contidos nessa nova tecnologia garantem a excepcional qualidade sonora, a melhor compreensão de fala em qualquer situação de ruído.

Vanessa Gardini, fonoaudióloga da clínica especializada Pró-Ouvir Siemens, de Sorocaba, explica que a nova tecnologia permite a conectividade com acessórios modernos, via internet sem fio, que permitem o controle remoto do volume do som, além de atender ao telefone, ouvir o rádio ou a televisão diretamente do aparelho. “Aceitar a perda auditiva pode demorar anos e adaptar-se a um aparelho pode levar dias e até semanas. A nova tecnologia XCEL chega ao mercado com a missão de tornar esse processo simples, fácil e espontâneo”, afirma a especialista.

Basicamente, um aparelho auditivo é um sistema de amplificação em miniatura, que possui como componentes um microfone, um amplificador, um receptor (mini alto-falante), um molde de ouvido e bateria. Vanessa ressalta que, quanto mais tempo alguém é privado da audição, mais difícil é recuperar essa perda, além de potencializar o aparecimento de outras doenças relacionadas, dentre elas, o Mal de Alzheimer. “Tempo é realmente algo muito valioso. Então, para que perder um minuto de boas risadas com os netos, de uma boa conversa em família ou de uma boa música, para relaxar?”.

Notícia publicada na edição de 06/09/13 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 007 do caderno Ela – o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *