fevereiro 4, 2016

Você está navegando os arquivos do site de fevereiro 4, 2016.

3 minutos Estudo aponta que, a cada 10 decibéis perdidos de audição, chances de demência, como o Alzheimer, aumentam 27%. Imagine um mal silencioso, indolor e gradual, que vai prejudicando as funções do organismo aos poucos, fazendo com que, ao se dar conta, os estragos causados já sejam evidentes. Assim é a perda auditiva, uma doença que, ao contrário do que muitos pensam, não acomete apenas pessoas em idade avançada. Muito pelo contrário, está presente na vida de 16% da população mundial, segundo dados Continue lendo