Algumas profissões oferecem risco de perda auditiva

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Um estudo realizado pela revista “Journal of Occupational & Environmental Medicine” mostrou que os bombeiros estão no grupo de profissionais que devem ter um cuidado especial com a audição.

Sirenes, alarmes, dispositivos de comunicação, bomba a motor e rotativa, serras elétricas e ventiladores, são exemplos de equipamentos que geram determinado nível de ruído e que caso o profissional seja exposto por um longo intervalo de tempo e não faça o uso dos protetores auditivos, a perda auditiva pode ser uma agravante.

Outro grupo de risco é o de frentistas, que podem apresentar alterações na capacidade de ouvir altas frequências e prejuízos no reflexo muscular que protege o ouvido interno de ruídos altos. Pesquisas já comprovaram que esses profissionais podem apresentar alterações cocleares ecentrais, atingindo principalmente as frequências de 3 a 6 kHz, quando comparados a outros grupos.

Fonte: http://deficienciaauditiva.com.br/

Gostou deste artigo? Clique no mapa abaixo e encontre a clínica mais próxima de você. Aumente agora a sua qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *